quarta-feira, julho 28, 2010

Pela boca morre o peixe...


video

quarta-feira, julho 22, 2009

Guerreiros...

Foi injusto mas já vi futebol.

video

segunda-feira, julho 06, 2009

CNB - Campeonato Nacional de Blogs

Já me inscrevi. Se querem saber mais, cliquem na imagem. Como neste momento me sinto em metamorfose de Luís Campos para Manuel Machado, vou fazer melhor que no ano anterior. Nem que tenha de pedir ajuda a Jesus. sim, esse mesmo que estão a pensar...

BC, monta-te aqui!

domingo, janeiro 04, 2009

Coisas boas de 2008

video
Desculpa Guilherme, mas é tão bem feito que não resisti a postar.

quarta-feira, setembro 03, 2008

Juntem-se à luta!!!

Subscrevam a MEO e a BENFICA TV!!!

BOICOTE A CONTROLINVESTE!
BOICOTE A SPORTTV!!!

BOICOTE OS JOGOS FORA DA LUZ!!!

segunda-feira, julho 21, 2008

Mensagem para 2008/09

quarta-feira, julho 09, 2008

História de Podregal

Não sei se têm estado atentos a tudo o que já se disse hoje e ao que se continua a ouvir, por exemplo, bem há pouco decorria na RTPN um programa que foi interessante e algumas vezes esclarecedor, mas acho que continua a haver uma história muito importantes e indiciadora da necessidade de se tratar este caso como um caso de polícia, e, como tal, o mesmo me parece necessitar de uma nova intervenção do Ministério Público.Vamos à história.

1. As escutas.

Ora bem, a discussão acerca da admissão ou não das escutas prende-se pura e simplesmente com o facto de as mesmas não serem admissíveis para crimes com moldura penal inferior a 3 anos. Isto daria total razão aos defensores da nulidade das mesmas não fosse o facto, pelos vistos insignificante pois tem sido ignorado pela maioria dos fazedores de opinião que temos tido a oportunidade de ouvir nos vários meios de comunicação social, de os juízes do apito dourado não terem ainda conseguido alterar as acusações de que vários dos principais arguidos são alvo, para crimes de abuso de poder. Este facto seria fulcral pois trata-se de um crime que permitiria desconsiderar completamente as escutas telefónicas que são a base do processo como todos já ouviram falar.

2. O caso Carolina.

É aqui que bate o nabo. Como se já não bastassem as escutas surge a figura do arrependido, muito usada e badalada na justiça dos EUA, que permitiu a reabertura de vários processos, agravando ainda mais a situação de alguns dos arguidos que se viram forçados a constituir defesa e assim terem de responder por algo que já julgavam estar esquecido e enterrado.

3. O Benfica age.

Na sequência de toda esta embrulhada na justiça, o Benfica resolve exigir à LPFP que se pronuncie no âmbito disciplinar acerca do conteúdo das escutas, munindo-se das certidões que entretanto solicitara junto dos tribunais encarregues de avaliar este caso.

4. A decisão.Num acto sem precedentes na justiça desportiva Portuguesa, a Comissão Disciplinar da LFPF condena vários dos arguidos nos tribunais comuns a penas várias, indo desde a simples multa, a suspensões por vários anos e inclusive a penas de descida de divisão. Tudo isto, por ser inédito, foi encarado com a já habitual arrogância e ironia por vários dos visados, pessoas essas que se chegaram a permitir a emissão de comunicados à CMVM e a promoção de conferências onde anunciaram não se importarem com as decisões entretanto decretadas, não as julgando inclusive suficientemente importantes para carecerem de recurso.

5. A bomba.

O acto arrogante, sustentado na sensação habitual de impunidade destes senhores tem repercussão lá fora chegando aos ouvidos sempre atentos da UEFA. É neste momento que tocam os sinos a rebate e, de repente, surgem no reino da corrupção as primeiras vozes dissonantes entre os apaniguados de El-Rei supra-sumo, de cognome, "O irónico". Então não é que havia a possibilidade de exclusão da Liga dos Campeões? E da possibilidade rapidamente se passou à certeza.

6. A troca de faxes.

Funcionário zeloso do seu dever cívico e na certeza de agir para o bem da Justiça Desportiva em Portugal, o Dr. João Leal, responde com celeridade ao pedido de informação da UEFA, com a comunicação das penas, dos visados e da certeza das mesmas se terem tornado efectivas, ergo transitadas em julgado, pois as mesmas foram admitidas pelos visados, tendo as multas inclusive sido liquidadas e as classificações finais aceites sem qualquer tipo de reserva por um dos clubes visados neste processo.Acto contínuo a UEFA decide e bem, que haveria um clube de Portugal que seria excluído da Champions em benefício de outro do mesmo país, que passava a ocupar a vaga em aberto, como indicado no regulamento da referida prova.

7. Da amnésia e do amnésico.

Aqui d'El-rei!!! O prédio desaba!!! Construção tão habilmente edificada ao longo de tantos anos de cimentação da falsidade e da desonestidade, não poderia ruir sem que de repente de todos os lados surgissem, os escoradores a soldo do construtor principal possuidor de alvará à mais de 20 anos. E assistiu-se a todo o tipo de desinformação, intervenções de comentadores, jornalistas, advogados, políticos, "directores de catering", enfim, de toda uma panóplia de filhos e afilhados do sistema, enquanto, no submundo, o braço armado deste polvo gigante se preparava para lançar sobre alguns dos intervenientes neste processo o pior vírus que alguma vez já afectou a Justiça do Desporto Português. A Amnésia! E assim foi, com amnésia o contagiaram e amnésico ficou o nosso caro Dr. João Leal, e tal forma foi afectado que quando questionado sobre o transito em julgado da já internacionalmente famosa sentença, apenas pode balbuciar: "humm, pois, talvez, sabe eu não estava bem em mim, parece que ainda existe uma possibilidade de recurso por parte desse clube... Pois é, talvez o que escrevi não tenha sido bem assim, olhe, não sei..."

8. Estupefacção.

Foi esta a reacção dos juízes da comissão de apelo da UEFA, o que os levou inclusive a afirmar: " As únicas certezas deste processo são as dúvidas". E estupefactos ficámos todos. Como era possível que o polvo tivesse tentáculos no exterior? Será que nem a UEFA poderia ser imparcial neste processo? Nem com toda a prova apresentada, inclusive entretanto produzida pelos próprios corruptos assumidos? A verdade é que a estratégia acabaria por resultar levando à anulação da decisão da primeira instância e a admissão de determinado clube na competição europeia de onde inicialmente tinha sido expulso.

9. A acalmia antes da tempestade.

E assim ficámos todos, sujeitos à chacota dos antes excluídos e a pensar que nunca a justiça seria servida, até porque o clube acusado de corrupção tinha sido convidado, pelo relator do processo no CJ, a juntar-se ao seu presidente no recurso que este revelou ir entregar junto do órgão máximo da Justiça Desportiva Portuguesa. Tudo acalmou, até os principais prejudicados serenaram, ou pelo menos assim todos o julgavam.

10. As primeiras vagas alterosas.

De repente, devido à pressão dos associados de determinado clube, as comadres zangam-se, e num volte-face algo inesperado, os dois clubes queixosos entregam petição conjunta para apresentação de recurso junto do órgão principal da Justiça Desportiva Europeia, o TAS. A necessidade de resolver o caso em tempo recorde leva à solicitação de urgência na apreciação do recurso entretanto apresentado no TAS. A UEFA demonstra os primeiros sinais de desconforto na pessoa do seu Presidente, o qual através de palavras muito claras e de dureza indesmentível, salienta a sua determinação e a do órgão a que preside, em desmascarar os batoteiros, isto sem descurar a necessidade de ir informando, que era primordial a pronuncia dos órgãos de Justiça desportiva competentes para o efeito em Portugal de forma inequívoca e irrevogável.

11. Ouve-se o ribombar dos trovões.

De repente a 16 de Junho, numa reunião preliminar de apreciação e "apalpação" promovida pelo Presidente do CJ, o grande vereador sem pelouro de Gondomar, personagem de grande relevo neste processo obscuro e sujo, sabe-se que o relator do processo tinha intenção de manter a decisão emitida pela Comissão Disciplinar da liga no que toca ao processo levantado a El-Rei "O irónico".

12. A tempestade aproxima-se.

Alarmados, os navegantes desta nau já ferida de morte e com estragos acentuados ao nível da quilha, tentam a todo o custo calafetar os rombos entretanto agravados pelo navegar da embarcação em mar de muitos escolhos. Fazem-se contas, puxa-se da máquina de calcular, 4-3, 4-3, repete-se com insistência. Como é possível, perguntam-se outros. Nada fazia prever isto, pois tudo estava mais que combinado. E combinado ficou, que algo se teria de fazer. A nau não poderia afundar. Não sem que o seu Capitão e um dos seus 1.ºs imediatos tentassem num golpe de leme desesperado, tornear a tempestade e voltar a colocar a embarcação em mares menos revoltosos.

13. A manobra.

Chega-se o dia. Há uma estranha calma no ar, aquela calma que todos nós já sentimos quando se aproxima um grande temporal. Todos se reúnem, envoltos numa paz podre, e começam a decidir. Decidem até ao momento em que o homem do leme julga chegado o momento do golpe desesperado. Numa tentativa vã de evitar que lhe seja entregue a mancha negra, chama à parte um dos seu imediatos e diz-lhe que devido ao facto de não poder ocupar o seu posto com as divisas de outro, teria de o considerar dispensado de todo o serviço a bordo da sua nau moribunda. O subordinado diz-lhe que não, que teria direito a um julgamento justo entre os seus pares o qual exigia acontecesse de imediato.

14. Começam a romper-se as velas.

Num crescendo de fúria os ventos revoltosos iam retirando ao temeroso Capitão o que restava do seu pouco sangue frio. Assume a sua decisão, bate o pé. Ou vamos todos para este lado ou deixo-vos aqui num esquife sem timoneiro e vou-me embora com o barco e uma tripulação de dois mais um amnésico.

15. O Milagre da cura.

Ao ver-se envolvido na disputa da mancha negra, subitamente, como por artes miraculosas, o amnésico recupera momentaneamente a sanidade e resolve entrar em contacto com o homem do farol, solicitando-lhe um SOS, pois a nau navegava perigosamente em direcção às falésias, empurrada por um vento de lei, como se trata-se de uma fatalidade. O homem do farol responde de imediato e deixa-lhes instruções expressas para continuarem a reunião sem se deterem com as manobras desesperadas do Capitão. Joguem-no ao mar se for preciso, mas a reunião tem de acabar senão a capitania da UEFA enfia-me no brigue.

16. Os factos mais graves.

Na sequência da moção de censura o Presidente do CJ exige o fim da reunião, diz que sem ele aquilo não pode continuar. Os vogais já fartos da tempestade resolvem destituí-lo, considerando-o impedido preventivamente, aprestando-se para continuar o rumo da reunião sem o seu Capitão/Presidente. O Presidente declara encerrada a navegação no que é secundado pelo seu 1.º imediato/promotor de eventos de catering e, acto contínuo, saca de um papel já manuscrito que trazia dentro da sua pasta, afirmando que se tratava de uma "IATA".

17. A loucura.

Que raio, interrogam-se os conselheiros. Terá o homem pirado de vez? Mas que raio é uma iata? Ó homem mas qual iata? - Interroga o Abreu. Sim, qual iata? - Secunda-o o Leal. Ai que o homem agora perdeu os parafusos. - Sussurram os conselheiros entre eles. O Abreu levanta-se e diz: Ó homem leve a iata ou lá o que isso é, e vá pró raio que o parta! O Presidente ficou que nem um bicho-do-mato. Enrubesceu. Fungou. Debruçou-se sobre a sua pasta, enrolou a iata e repetiu: Ouviram? Ele mandou-me para o raio que me parta!

18. A noite das facas longas.

A madrugada avança, lá fora a ansiedade da comunicação social está em crescendo. Os homens do Presidente saem para jantar com uma calma olímpica. Tem de decidir hoje senão a UEFA pode cumprir a grave ameaça de suspender a FPF das competições europeias caso o recurso do TAS lhe seja desfavorável. Regressam do jantar e continuam os processos de avaliação dos recursos. O Madaíl aguarda nervosamente junto do telefone pela comunicação da obtenção do fumo branco. Cerca das 02h 30m de 05/07/2008 surge a decisão histórica. Grita-se cá fora "Habemus Papa!". Eu estando acordado aquela hora (sim estava com espírito de missão), pergunto-me: Temos Papa ou vamos deixar de o ter? Ouço na rádio a confirmação, Boavista desce de divisão e Pinto da Costa suspenso por 2 anos! Rejubilo! Até que fim. Realmente a justiça (para alguns deveria ser vingança mas para mim não) tarda mas desta vez não falha.

19. Segunda-feira pós-apocalíptica.

Resolvi nada ligar a este processo durante o dia de hoje. O esforço a que me submeti durante este dias tirou-me muitas horas de sono e tenho de fazer uma pausa, sob pena de em vez de ligar fios e quadros eléctricos começar a fazer curto-circuitos e sobrecargas no sistema. Falta a parte administrativa da questão e tal como eu ontem já vos tinha dito, ninguém foi hoje notificado. Continua adiada a promulgação da pena de morte. Ouço falar o Presidente do Boavista por alturas do sorteio. Juro que foi a única coisa que ouvi durante o dia de hoje. Parece que é um tal de Braga Júnior. Bom, e como um Júnior nestas andanças se comportou pois chegou ao meu conhecimento que o recurso do Boavista foi entregue ao CJ para apreciação sem estar assinado por advogado, como o torna obrigatório o Regimento deste Conselho, tendo sido considerado nulo pelos Vogais. Ah, agora se compreende. Daí a razão dos 5-0. Bem me parecia que teria de ter havido algo extra CJ para ter existido tanta unanimidade...

Este texto pretende ser um resumo divertido e irónico, do rocambolesco processo que culminou hoje com a engasgada admissão de validade da decisão CJ, por sua excelência El-Rei Dom Madaíl, de o cognome "O comprometido".

Na graça do Reino de Sua Majestade Dom Cavaco I, escrito pelo punho do escriba real nunomaf, ao Sétimo Dia do mês de Julho do Ano 2008 da Graça de Nosso Senhor...


(Texto divertidíssimo que encontrei no SerBenfiquista, escrito pelo user NUNOMAF)

De seguida a minha contribuição: Vossa bufandade el-rei "o Irónico", chegou recado para vós. Ora tomai tento:

Lembrais-vos de Maria Antonieta? A seguir sois vós.

sexta-feira, junho 27, 2008

Boicote aos "jornaleiros" avençados!!


sexta-feira, junho 20, 2008

A culpa é minha


Porque sou do SLBenfica.


No primeiro golo fui eu que fui mamado em corrida, no segundo fui eu que deixei cabecearem à vontade e no terceiro fui eu que deixei também que cabeceassem, ou pior ainda, fui eu que estive na baliza de Portugal e sofri 3 golos.


Peço imensa desculpa, sou eu o destabilizador, ouviu sr. amândio e sr. gilberto? E se fossem mas é mamar na quinta pata de um cavalo e se demitissem seus aconchegos de corruptos?

terça-feira, junho 17, 2008

Na minha casa não entra mais merda

Eu vou cortar radicalmente com os jogos da Taça, jogos das Selecções Nacionais até haver eleições para um novo Presidente da FPF!
Dei hoje às 19.00 ordem para cortar a Sportv em julho!Não digo aos outros para fazerem, mas como posso ir ao Café ver o jogo com os amigos, nem me chateio!

sábado, maio 10, 2008

É oficial: são corruptos!


Podem tentar todas as explicações, podem começar a lavagem de face na CS como a do Tavares hoje no jogo onde afirma que o que interessa são as vitórias, podem mandar os superporcos agredirem os jornalistas, que o labéu de corruptores e de corruptos ninguém lhos tira. E essa mancha, essa nódoa da vergonha vai escurecer uma história que se queria de glória, e na qual os verdadeiros pategos são os adeptos azuis e broncos que se deixaram cegar. E como mentecaptos que são continuam a assacar culpas a todos menos ao verdadeiro culpado. Mas um dia vão acordar e verificarão que adoraram um falso deus.

segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Voltei

... e para quê? Para isto? Já cansa ouvir ruis santos a inventar penaltis e fora de jogos em jogadas imaculadas. Mas ninguém lhe assentará uns sopapos? Eu ando mortinho por o ver pelas ruas de Lisboa... Ora veja lá seu piolhoso se o penalti a existir foi aqui:

PS. desculpem os que sentiram a minha falta mas o trabalho levou-me para a estranja...

quinta-feira, janeiro 31, 2008

Não se cale!!!

domingo, janeiro 27, 2008

Cardozaço



Ontem em Guimarães bem podia o espécie de árbitro e sua pandilha tentar inclinar o campo para o Guimarães. Ele bem tentou, mas o Benfica pôde mais que ele. Finalmente uma centelha de luz consegui vislumbrar no Glorioso. Vamos ver se se transforma em estrela...

terça-feira, janeiro 22, 2008

29


segunda-feira, janeiro 21, 2008

Carta Aberta aos jogadores do Benfica

Caros jogadores do meu Sport Lisboa e Benfica


O que se passa convosco?

Há muito que andava para vos perguntar isto. Todas as equipas têm fases menos boas, mas para além das questões técnicas vocês transmitem aos adeptos uma sensação de falta de união, falta de alegria de jogar e de motivação que é preocupante.

Por isso volto a perguntar: o que se passa convosco? Onde está a equipa do jogo com o Milan, de Copenhaga, da Ucrânia, dos 6-1 ao Boavista, a equpa mais rematadora da Champions, a equipa que lutava até ao último segundo de jogo, essa equipa que se adivinhava que com o tempo poderia vir a ser grande e desde há um ou dois meses para cá parece andar ausente?

Estão desmotivados? Porquê? Não é motivação suficiente estarem num clube como o Benfica, lutarem pelo título nacional, estarem em competição ainda na Taça de Portugal e na Taça UEFA? Não é motivação suficiente a história e pergaminhos do Clube, e mais ainda a sua realidade actual, vivida dia a dia pela paixão de milhões de adeptos? Se não é, olhem, mais vale irem-se embora.

Há problemas no grupo? Nem sempre se entendem com o treinador? Há alguns de entre vós que minam a coesão do grupo? A liderança nem sempre é exercida de forma a ser aceite?

Meus amigos, é a vida! Isso acontece a todos nós, a uns mais do que a outros, numas alturas mais do que noutras. Não há mundos perfeitos, nem pessoas perfeitas, nem grupos perfeitos. É para isso que existem profissionais bem pagos, para terem a maturidade, experiência e sentido profissional que lhes permita ultrapassar os problemas e obter elevado rendimento apesar dos problemas. No mundo de hoje, ser profissional de futebol não se esgota só na habilidade para “jogar à bola”. É na capacidade de superação das dificuldades que se faz a diferença.

Todos vocês são adultos. Há problemas? Falem uns com os outros, falem com os vossos capitães, com o treinador, com o presidente. Resolvam os problemas, ou pelo menos impeçam-nos de ser um bloqueio aos bons resultados.

Desafio cada um de vós a fazer uma auto-crítica e a pensar se, dia a dia, faz tudo o que pode fazer em prol do grupo e dos seus objectivos. Eu sei que não é fácil; além dos objectivos de grupo cada um de vós tem objectivos individuais, de performance, de carreira, de sucesso financeiro. Mas tem de haver forma de conciliar as coisas.

O conflito faz parte de qualquer grupo, têm de perceber isso. Não se pretende que um grupo profissional de vinte a tal homens feitos seja constituído só por “grandes amigos”, como se ainda fosse uma turma de liceu. O que se pretende é ter um grupo de profissionais focados em objectivos e capazes de colocar de lado os seus “egos” em prol desses objectivos. Porque no futebol só há sucesso individual se houver sucesso colectivo.

Não sei se algum de vocês lerá esta “carta aberta”, mas ela aí fica. Pensem no que vos digo acima, que nem sequer será novo para muitos de vós.

Pensem que cada um de vocês ganha num mês o que a esmagadora maioria dos adeptos que vos apoia não ganha em anos. É vosso dever retribuir esse apoio.

Pensem que podem ficar ligados a uma bonita História de um Clube Glorioso.

E sobretudo, pensem que o dever de um profissional é dar o melhor de si em prol do grupo de trabalho. Sempre.

Um abraço a todos.
por Artur Hermenegildo in
http://tertuliabenfiquista.blogs.sapo.pt/761470.html

sábado, janeiro 05, 2008

Sado-maso


O resultado acaba de ser o menor dos males. A atitude destes dois bem pagos profissionais (?) revela todo um mar de problemas por que passa o meu Benfica. Ainda é cedo para se deixar cair os braços e os ânimos, mas que se torna difícil acreditar nesta equipa é um facto. Sr. Presidente LF Vieira, faça um favor aos Benfiquistas e despeça/substitua o director desportivo do SLB. Por favor!!!

domingo, dezembro 23, 2007

Feliz Natal!


quinta-feira, dezembro 20, 2007

8 ou 80


A 1ª parte miseravel e uma boa 2ª parte. Quem diz que o Benfica sem Rui Costa e Petit nao é Benfica...

Sinceramente gostava de ter estatísticas sobre o rendimento do SLB quando joga em 4-4-2. Posso estar enganado, mas parece ser mais positivo que com um só ponta de lança!


Chamacho: dos delanteros, 4 mediocampistas, 4 defensas e um guardameta y ya está. Nada más sencillo!

sábado, dezembro 15, 2007

Sina II


Agora seria demasiado fácil bater no Benfica. Eu sou e serei apoiante nas boas e más alturas. Especialmente nestas últimas. É que é mais fácil ser-se adepto nas boas alturas. Por isso digo que só pode melhorar e que já estivemos pior. Chamem-me maluquinho, mas ainda vamos ser campeões!

sábado, dezembro 01, 2007

Mas que merda???



E é a jogar assim que querem ser campeões? Mas que merda de equipa foi esta que vestiu o jersey do Benfica? Léo, está na hora de arrumar as botas. Obrigado pelo que já deste ao Glorioso mas devemos saber que o nosso tempo acabou. Luís Filipe, adeus, és o elo mais fraco. Katsou, tira uns dias de férias.

Camacho, hombre, 4-4-2 coño, no seas gilipollas que el 4-2-3-1 no mola.

quinta-feira, novembro 29, 2007

Sina


Tivesse entrado apenas mais uma das muitas oportunidades e esta sina de nunca ter ganho ao Milão tinha acabado.

quarta-feira, novembro 21, 2007

Mística

quinta-feira, novembro 15, 2007

E se?..


Como Benfiquista (lado emocional a sobrepor-se ao racional) esta é uma selecção que muito pouco apela aos meus sentimentos. Não nutro por ela a mesma dedicação e simpatia que alguns seleccionados anteriores me mereciam. O que querem? São poucos Benfiquistas em resumo. E como 60% de Portugal é Benfiquista não concebo que a Selecção Portuguesa não se reflicta nesse pormenor.
Como Português (lado racional a sobrepor-se ao emocional, que remédio...) acho que todos (sublinho a palavra TODOS) os cidadãos portugueses, sejam de nascimento ou naturalização, são iguais aos olhos da lei. Posto isto, o Scollari tem o direito de convocar e o jogador de optar representar o nosso país. E aqui posso mesmo argumentar que para um jogador representar este nosso país só por amor ou desespero. Resta saber qual o caso do Deco e do Pepe ...

segunda-feira, novembro 12, 2007

Juros...

Entraram este ano os golos que deveriam ter entrado o ano passado. Foi pagamento com juros.

terça-feira, novembro 06, 2007

PQP...



Hoje o Benfica jogou futebol. Ironia: perdemos.

PS. O Binya devia apanhar um grande castigo. Espero que o Camacho tenha a mão pesada.

domingo, novembro 04, 2007

Sofrer II


Valeram os 3 pontos e a atitude. Agora comecem a jogar à bola se faz favor.

quarta-feira, outubro 31, 2007

Sado-fado




Alguns jogadores perderam uma bela ocasião para não serem dispensados já em Janeiro. Foi um resultado justo, mas não esquecerei o que saiu da boca do Carvalhal quando empataram. A minha simpatia por esse espécime findou.

quinta-feira, outubro 25, 2007

Resumidamente


A história da partida em 6 imagens:







segunda-feira, outubro 08, 2007

Regresso às vitórias


De bom, neste jogo, o resultado, Bynia e o regresso aos golos de Nuno Gomes. Ah, e o Rodriguez esteve também bem.
PS - foi impressão minha ou o árbitro assistente fazia de defesa do UDL e o João Ferreira encostou o Benfica à sua área nos últimos 15 minutos?